A Mãe e a Culpa!

Publicado por Lola Sarmento em Papo de mãe

Fiquei muito honrada com o convite para falar com as mamães aqui no Cuca Maluca. Confesso que a princípio senti uma responsabilidade imensa e parecia que nunca havia feito isso na vida. Que meu trabalho de orientar mães nada tinha a ver com isso. Coisa de quase principiante. Afinal falar de mãe para mãe é papo para lá de sério.

Escolhi para começar essa conversa um tema que parece acompanhar as mamães por toda a vida desde que se sabem mães:

A Mãe e a culpa!

Mãe e culpa são duas coisas que andam juntas, como que amalgamadas. Afinal nossa história com a culpa é milenar.

Vem desde o Paraíso quando comemos aquela maçã.

Assim caminhamos pelos séculos carregando culpas.

Morremos queimadas em fogueiras no decorrer da história da humanidade.

E continuamos agora como mães a colecionar e nos torturar por nossas culpas diárias.

Qualquer coisa que aconteça com nossos rebentos lá estamos nós com a velha e mesma pergunta de sempre:

- Onde foi que eu errei?

Quer seja porque nosso filho tirou uma nota baixa quer seja porque seu casamento acabou.

Costumamos nos culpar em primeiro lugar pelos maus pensamentos e sentimentos que temos em relação aos nossos filhos.

-Sim, mães têm raiva e maus pensamentos em direção a seus amados pequenos.

Depois de noites sem dormir, de dias sem ajuda, horas atrás do fogão, dias e dias ralando no trabalho, jornada dupla, um sem fim de maus sentimentos assolam as mães que logo vão arder no mármore do inferno por ter ousado tal injúria.

E depois para completar as mães carregam consigo pela vida uma onipotência, onde creem que tudo podem na vida dos filhos para o bem e para o mal. E se algo dá errado, lá vão elas atrás de onde foi que erraram.

O melhor seria sempre partir do princípio que somos todas falíveis não é mesmo?

Que por maior que seja o amor ainda assim vamos errar. E que quando errarmos poderemos consertar o erro. Pedir desculpas.

-Sim, como é bom pedir desculpas. E concertar o que foi feito.

Deixar para os especialistas buscar nossas culpas, não para nos acusar, mas para tratar nossa cria.

Enquanto andamos atrás de nossas culpas nada podemos fazer por nossos filhos. Mas se assumirmos a responsabilidade como mães sobre o problema em questão, vamos partir para buscar soluções. Aí de fato poderemos ajudá-los.

Como mãe podemos nos preocupar e procurar resolver questões para e com nossos filhos.

De Mãe pra Mãe- culpa implica em punição… Olho por olho, dente por dente…

- Vamos deixar isso pra lá?

Um beijo e até a próxima!

Lola Sarmento

Conheça mais sobre o trabalho da Lola Sarmento em: www.facebook.com/groups/pscodivalolasarmento/

Tags: , ,

Trackback

Lola Sarmento

Lola Sarmento

Trabalho em consultório há mais de 30 anos,com gestantes, mães e seu bebês, adultos, crianças e orientação de pais. Sou formada em psicanálise pela Sociedade Brasileira de Psicanálise Winnicottiana.

Comentários (1)

  • Tersa

    |

    Gostei do texto! Sempre penso na diferença entre culpa e responsabilidade. Não carregar culpas, que não ajudam em nada, não tem nada a ver com não assumirmos nossas responsabilidades de pais.
    Faço isso com as crianças também, como quando derrubam alguma coisa e dizem “náo foi minha culpa”. Não foi sua culpa, mas foi sua responsabilidade, limpe isso!!!
    Bjs!!

    Responder

Comente