Da minha primeira lição de amor à escola.

Publicado por Raquel Espigado em Educar

O vídeo postado abaixo, por si só, é uma alegria. Uma não. Várias. A primeira delas é ver a empolgação do professor ao dar essa aula. A segunda é perceber a atenção dos alunos jovens, o que teoricamente complica um pouco o cenário. A terceira é ver o esforço do professor em adaptar o método do ensino às necessidades de seus alunos.

Eu me lembro de uma frase que ouvi quando pequena. Ela foi dita em meio discussões sobre as greves que existiam com muita frequência na minha época de escola (sim, estudei em escola pública a minha vida toda). O nome dessa professora era Hiroko. Eu era simplesmente louca de amor e admiração por ela. Ela disse: “professor é professor por amor e não pelo salário.” E ali, na minha segunda série do ensino fundamental, eu aprendi o que era amar a profissão. Não só a profissão, mas amar a profissão de ser professor.

Eu me lembro que ela ensinava divisão e multiplicação através das receitas de bolo. E ela fazia o bolo em casa. Levava o bolo inteiro para a sala. Dividia o bolo igual para cada aluno comer um pedacinho. O bolo que ela fazia era de laranja e Deus, como era gostoso.

Da minha primeira experiência de amor pelo trabalho eu não vou me esquecer nunca. Do bolo de laranja da professora feito com tanto carinho também não. Mas de tudo, o principal: das minhas lições de matemática com a Hiroko eu nunca vou me esquecer, nunca me esqueci e minhas notas nas provas eram a prova real disso.

Esse vídeo reforça tudo aquilo que venho dizendo não só aqui na coluna, mas em todas as palestras e textos que escrevo: para termos bons resultados, é preciso mudar a forma de ensinar. Qualquer coisa feita com amor e dedicação alcança sempre os melhores resultados.

Assistam o vídeo. Vale o play: JmIGxsHf2IY

Até a próxima!

beijos

Raquel

Trackback

Raquel Espigado

Raquel Espigado

Raquel Espigado tem 34 anos e é mãe do Rafa, um menino levado de 8 anos idade. Com formação em publicidade, se apaixonou por transmídia e viu nisso uma nova forma de educar e melhorar o desempenho dos pequenos. Acompanha de perto a evolução das crianças, hoje tão tecnológicas, para pais ainda analógicos. Acredita que as crianças não nascem sabendo se divertir, cabe aos adultos ensina-los. É pra isso que estamos aqui :)

Comente