Dia do Pendura

Publicado por Cuca em Blog, Educar

No dia 11 de agosto comemora-se o dia do Advogado. Mas como nasceu o dia do Pendura?

A comemoração do Dia do Advogado nasceu durante o Primeiro Império do Brasil de 1822 até 1831, quando D. Pedro I, proclamou a independência do Brasil. Naquela época, o Brasil não tinha suas próprias leis e era importante para a soberania do país ter a sua própria Constituição.

Em 1824, a primeira Constituição brasileira foi redigida, mas para que ela fosse cumprida, era necessário que as pessoas que pudessem executá-la. Pensando nisso, o Imperador criou, no dia 11 de agosto de 1827, os dois primeiros cursos de Direito no país: um em Olinda, no Mosteiro de São Bento, e outro em São Paulo: no Largo de São Francisco, em um velho convento, que datava do século XVI e cujas respectivas igrejas ainda existem.

O respeito pela nova profissão era tão grande que comerciantes e donos de restaurante faziam questão de bancar a conta dos estudantes de Direito nesta data. Assim, nascia outra tradição: o Dia do Pendura.

A cada ano, os futuros advogados enchiam bares e restaurantes para comemorar o seu dia. Deixando os comerciantes mais felizes e mais pobres.

É claro que, mais de um século depois de sua criação, o Pendura sofreu atualizações. Uma delas é praticamente a extinção dos discursos de “homenagem”. Em seu lugar, os estudantes adotaram hinos como: “Garçom, tire a conta da mesa e ponha um sorriso no rosto. Seria muita avareza cobrar do 11 de agosto”.

Tags: ,

Trackback

Cuca

Cuca

A Cuca tem 7 anos, tem cabelos ruivos (cor de chocolate), olhos claros, e sempre anda de Maria-chica!

Comente