Helcio – O El Cid…

Publicado por Helcio Viera em As histórias do papai

El Cid a saga do legendário herói espanhol que no século XI conseguiu expulsar os mouros da Península Ibérica. Com Charlton Heston e Sophia Loren. Recebeu 3 indicações ao Oscar.

 

Cuca Maluca é uma terapia semanal para mim e meus amigos que me ligam e falam das histórias que conto aqui. Muitas delas sempre contadas em churrascos e festinhas de criança.

Esta é nova para eles também, pois se passa na minha época de criança e é sempre contada por minha mãe.

Eu e minha irmã, gostávamos muito ir ao cinema, nas matines dos cinemas de bairro que hoje não existem mais. Perto de casa tinha um cinema no Ipiranga o Cine Paroquial.  Às vezes tinha dois filmes, outras só um. Tinha até intervalo! Diferente né?

Eu sempre bem agitado gostava dos filmes  de aventura e minha mãe contava que depois de um cineminha,  minhas noites eram de falação e muita “mexeção” na cama.

A   mais divertidas foi o dia que ela me levou para assistir um épico do cinema chamo El Cid. O cinema estava lotado e em um determinado momento, minha mãe conta que olhou na cadeira ao lado e eu não estava nela.  Durante alguns segundos, ela  ficou atônita e preocupada.

De repente, ela  quando olhou para a frente da tela…. E lá estava eu duelando com os guerreiros que o El Cid enfrentava!

Ela conta que ir até a frente da tela era uma distancia de umas 20 fileiras…  Tinha muita gente no cinema dando risadas.

Eu recolhi minha espada….  rrsrsrs , e fui me sentar novamente na cadeira como se nada tivesse acontecido!  Claro que venci a batalha como meu herói El Cid!

Nunca me esqueço das matines aos domingos  quando eu era pequeno em São Paulo.

Um abraço

Hélcio Vieira

http://semsura888.blogspot.com.br/

Trackback

Helcio Viera

Helcio Viera

Publicitário de carteirinha, atuou nos mais variados veículos e meios de comunicação na área comercial em São Paulo, Belo Horizonte e Salvador. Hoje cursa mestrado em Comunicação com ênfase em audiovisual.Tem 6 filhos de dois casamentos e tem paixão pelos cuidados aos filhos normalmente atribuídos a mãe.

Comente