Balas e Guloseimas…

Publicado por Helcio Viera em As histórias do papai

Tenho recordações da minha infância interessantes sobre balas e doces. Não havia tantas opções como hoje em dia, se não, acho que morreria de diabetes ainda criança (rsrsrs…).

Esta primeira história para a Cuca Maluca tem que ser sobre os caixas de padarias e lojas de conveniência. E aí vai uma ideia para a editora montar um test drive com mães, pais e, claro para os lindinhos!

Tenho seis filhos e digo que em todas as modalidades: meninas, cinco; meninos, um; gêmeas, tenho. Uma filha é hiperativa, vagal, catorze expulsões; estudiosa… Nenhuma ainda! – Quem sabe, as gêmeas, que ainda têm seis anos. Que apareceu com 18 anos, tenho!

Ah! Além dos seis, tinha até pouco tempo dois agregados, filhos de minha segunda ex, com os quais convivi desde que tinham dez anos até os dezesseis. Ontem, vi que já aparecem até no IBGE: 16 % das famílias têm agregados, filhos dos outros de quem nós cuidamos.

Mas voltemos aos mostruários de chicletes, bombons, balas,  salgadinhos, chocolates, sorvetes e milhares de doces e modelos, que nascem mais que os rebentos.

Recentemente, uma de minhas gêmeas me disse que eu preciso aprender sobre chicletes. As mães politicamente corretas até os quatro anos saberão o que é isso logo, logo. Uma tormenta! Parou na padaria ou conveniência, elas têm que descer do carro. E vá dizer não! Isso não é previsão, é fato. Você, xiita com açúcar, chiclete, corantes e balas, sentirá em breve na pele. Parece que os filhos são piores no consumo de guloseimas após o quarto aniversário  (rsrsrs…).

Sei disso porque vivi com esse monte de filhos diversos tests drives nos balcões, de choradeiras e arrastões até o carro, até ficarem sem falar comigo por dias. Ah, e as mães amigas que me  criticavam estão hoje com os filhos tomando Fanta Uva ou Laranja (o máximo de química possível) e mastigando qualquer coisa (rsrsrs…).

Um amigo meu ganhou até um Leão de Ouro em Cannes (França) com um projeto e pautas minhas para a J & J de como cuidar dos seus nenéns. (Veja no blog semsura888).

Muitos desses, que os pais proibiram até os quatro ou cinco, anos a partir daí só se alimentam com besteiras. Lembre-se destas mal traçadas linhas.

Pronto! Na semana que vem indico aonde serão os tests drives, mas pode começar pela padaria mais próxima de sua house… rsrsrs

Hélcio Vieira

http://semsura888.blogspot.com.br/

 

Tags:

Trackback

Helcio Viera

Helcio Viera

Publicitário de carteirinha, atuou nos mais variados veículos e meios de comunicação na área comercial em São Paulo, Belo Horizonte e Salvador. Hoje cursa mestrado em Comunicação com ênfase em audiovisual.Tem 6 filhos de dois casamentos e tem paixão pelos cuidados aos filhos normalmente atribuídos a mãe.

Comentários (1)

  • Ingrid

    |

    Puxa, eu me lembro de ir na padaria com meu avô/avó e eles e comprarem umas balas 7 Belo, hum! Por enquanto, minha pequena só tem 2 anos, estamos numa luta (chora horrores nesse momento) porque quer comer um saco de uva passa. Vou tapeando por enquanto e rezando para que depois dos 4 a docelandia seja bem de vez enquando.

    Responder

Comente