O ensino do futuro, não tão distante de nós

Publicado por Raquel Espigado em Educar

O texto de hoje vai ser uma “mistureba” interessante de conceitos trazidos do varejo, direto para os métodos de ensino e aprendizado. Não queridos, eu não enlouqueci (ainda). Mas vocês já perceberam como o mercado varejista é ESPERTO e SUPER ANTENADO quando diz respeito a entender seu consumidor e aumentar a capacidade de compra dele? Eu fico impressionada com as técnicas e, principalmente, com os resultados. Cada mínimo detalhe e informação sobre nós, consumidores, pode e será utilizado para maximizar o nosso poder de consumo.

Fazendo essa analogia eu pensei: e se existisse uma maneira de maximizar os gostos e padrões de comportamento do meu filho (sim pessoal, apesar de muito inteligente, Rafael não é lá muito dado a estudar) e utilizar isso a favor dele na hora de aprender? Na hora eu não consegui converter nenhuma teoria em prática, mas pensando nisso e pesquisando para a minha próxima coluna aqui na Cuca Maluca, encontrei algumas matérias interessantes sobre como isso já acontece lá fora e como isso vem acontecendo aqui, no Brasil. Como um resumo do que vi, encontrei 3 conceitos importantes (e interessantes) que funcionam nos EUA e que no Brasil, ainda que bem devagar, também já se vê.

 

O primeiro é o que chamamos de Estudo Adaptativo. Isso consiste em fazer um processamento de dados das provas, casino online atividades e avaliações realizadas dos alunos entendendo de maneira particular o nível de aprendizado de cada aluno, podendo assim desenvolver tarefas específicas para cada um, de acordo com suas necessidades. Isso pode, inclusive, identificar no aluno qualquer habilidade não desenvolvida em uma série anterior por exemplo, podendo ser corrigida, nivelando os alunos em suas respectivas séries.

 

O segundo são Jogos e videogames. Até aí, todos já ouvimos que isso existe, mas, o mais legal desse método é: as avaliações são realizadas através dos jogos e, nos EUA por exemplo, essas provas são chamadas de “boss level” ou “fase do chefão”. Quando eu li isso, eu me empolguei tanto. Já imaginei meu filho dizendo: mãe, rápido, preciso ir pra escola, hoje eu tenho que passar a fase do chefão!

 

O primeiro conceito nos leva ao terceiro, chamado de Mapa de Aprendizado, que consiste em manter um perfil com a trajetória do aluno desde que ele ingressou na escola, toda a sua evolução. Dentro do Mapa de Aprendizado existe também objetivos a realizar, objetivos cumpridos, possibilitando maior oportunidade para ingressar na faculdade, independente do nível de dificuldade. Imagine o aluno não precisar do stress que enfrenta para passar no vestibular? A vida escolar do aluno é toda traçada e programada para o sucesso dele no futuro. Um sonho não é mesmo?

 

Até a próxima.

 

Beijos

 

Raquel Espigado

 

Trackback

Raquel Espigado

Raquel Espigado

Raquel Espigado tem 34 anos e é mãe do Rafa, um menino levado de 8 anos idade. Com formação em publicidade, se apaixonou por transmídia e viu nisso uma nova forma de educar e melhorar o desempenho dos pequenos. Acompanha de perto a evolução das crianças, hoje tão tecnológicas, para pais ainda analógicos. Acredita que as crianças não nascem sabendo se divertir, cabe aos adultos ensina-los. É pra isso que estamos aqui :)

Comente