Os guardados da mamãe

Publicado por Adriana em Crianças das Estrelas

O que é a vida senão um belo livro de histórias?

Quando minha filha nasceu comecei a escrever nossa história, primeiro o diário da gestação, depois o caderno com as descobertas do primeiro ano e fiz isso, pois, nunca me esquecerei de uma carta que minha mãe me entregou para ler, quanto eu tinha uns doze anos de idade, que narrava o dia em que ela foi à maternidade para me “ganhar”.

Quando comecei a ler aquela carta escrita a mão, narrando tudo que minha mãe tinha feito no dia do meu nascimento era como se eu me tornasse uma expectadora de minha própria história e fiquei muito emocionada em sentir através das palavras o amor que emanava dela e tão singular em todas as mamães.

Como me senti desejada e essa carta foi sem dúvida uma das página mais bonitas da minha história.

Inspirada pela minha mãe eu decidi juntar em uma caixa “os guardados da mamãe” para entregar à minha filha como um valioso presente quando ela for maior.

Quanta coisa tem nos guardados da mamãe.

Tem a pulseirinha da maternidade e uma  toca que ela usou assim que saiu da minha barriga;

Tem o quadro e a lembrancinha da maternidade;

Tem uma lista de amigos que nos visitaram no seu nascimento;

Tem o famoso primeiro cachinho de cabelo;

Tem o primeiro brinquinho que ela ganhou da vovó;

Tem os diários que escrevi;

Tem seu primeiro ursinho e “nana” que dormia agarrada;

Algumas roupas de bebê (que ela já brinca com suas bonecas)

Um álbum de fotos do seu primeiro ano de vida;

A roupa que usou no seu primeiro aniversário;

Sua primeira sapatilha;

Algumas lembranças de nossas viagens;

Seu primeiro dentinho (vou dizer que a fada do dente me devolveu, hehe);

E tem também o primeiro brinquedo que dei pra ela, um livro de tecido.

A caixinha de guardados ainda terá muitas lembranças da história da sua infância e meu desejo é que quando ela receber os guardados da mamãe ela possa conhecer uma parte da sua linda história de vida e dali para frente escrever histórias de aquecer o coração, de garra, de conquistas, dificuldades e acima de tudo que tenha orgulho da sua própria história de vida.

Gostou da ideia?

Então mãos a obra para resgatar as lembranças da infância de suas crianças.

Sem dúvida a melhor parte de nossas histórias!

Um beijo e até a próxima!

Adriana Perazelli

Trackback

Adriana

Adriana

COLUNISTA, Adriana Perazelli, Mãe da Isabella em tempo integral e nas horas vagas Autora de Livros Infantis, Editora de Blog, Colunista de Jornal e Palhaça-Doutora.

Comente