Ser Mãe, um caminho de evolução

Publicado por Adriana em Papo de mãe

Toda mãe não se cansa de olhar para sua cria e perguntar-se:

- Como pude viver tanto tempo sem essa criança em minha vida?

É exatamente isso que a maternidade faz com as mulheres, uma lavagem cerebral tamanha que é impossível imaginar o mundo sem as mamadeiras, fraldas, chupetas, triciclos, cadernos, barbies e super-heróis.

Ser mãe vai além de tudo que você sonhou ou idealizou em sua vida. A parte mais linda é de conhecer o amor incondicional, além disso, ser mãe é o melhor caminho de evolução que existe.

Ao ser mãe você aprende que ao chegar em casa com seu pacotinho se não estiver preparada para se doar, para a vida ou para o mundo também não terá sucesso na amamentação. Amamentar dói muito, requer sacrifícios, falta de sono, estar à disposição do bebê (porque só você poderá fazê-la). Então se você encher seu peito de amor e decretar – Eu vou me doar! Você vai sentir o maior prazer dessa vida, a comunhão de duas almas pelo olhar e toque e da forma mais singela que existe.

Você vai nutrir-se desse amor e acreditar que se doar é libertador.

Vai aprender que o mundo não gira em torno do seu umbigo e de suas necessidades pessoais, porque o mundo não precisa de mais pessoas egoístas, o mundo precisa de doadores!

Têm dias que vai se culpar por tudo de errado que têm feito ou deixado de fazer pela criança; e vai aprender a perdoar-se quando ouvir que é a melhor do mundo.

Aprendi a agradecer o tempo todo, seja pela saúde da minha filha, seja pelas alegrias que ela me traz ou simplesmente por ser mãe.

Deixei de ser analógica e virei uma mãe digital (blogueira) porque o mundo todo está na web 2.0 e as crianças da Geração Z já nascem touchscreen.

Aprendi que ser solidário é nato das crianças e que temos que reaprender quando adultos, tornei-me voluntária.

Vivenciei que as maiores felicidades estão mesmo escondidas na simplicidade de uma gargalhada infantil. Não tem um dia sequer que eles não sorriem.

Entendi que o berro nunca será mais eficiente que um olhar firme e um afago acolhedor.

Aprendi o real valor do dinheiro. Troco todo dinheiro do mundo pela saúde da minha filha.

Evoluir é um trabalho infinito que se torna menos árduo quando se tem o brilho dos olhos de uma criança iluminando seu caminho;

 

Quando você têm momentos plácidos ao embalar sonhos;

Quando você chora ao ver os primeiros passos de uma vida;

Quando você descobre que aprendeu a arte da entrega;

Quando você experimenta a fé sobre todas as formas;

Quando você deseja do fundo de sua alma, ser melhor e melhor, tão somente para ser a melhor mãe que já existiu.

Às vezes quando tudo parece que está ruindo a sua volta, você escuta uma voz adocicada te dizendo do nada:

- Mãe quando eu estava lá no céu, te escolhi porque você era a mãe mais bonita!

Descobri ainda, que bonita é a forma como a maternidade me ensinou evoluir:

Com esperança, com fé, com humildade e com as maiores riquezas e recompensas que eu jamais desejei a mim mesma.

Filha, obrigada por ter me escolhido sua Mãe!

Deus, obrigada pela dádiva da Maternidade!

Amém!

Mãe da Isabella.

Trackback

Adriana

Adriana

COLUNISTA, Adriana Perazelli, Mãe da Isabella em tempo integral e nas horas vagas Autora de Livros Infantis, Editora de Blog, Colunista de Jornal e Palhaça-Doutora.

Comente