TEMPO PERDIDO OU ACHADO?

Publicado por Celia Alves em Educar

“Temos todo o tempo do mundo” – diz a música do Renato Russo… E é nessa premissa que vamos deixando as coisas para mais tarde, para amanhã, para um dia…

E esse dia não chega nunca, mas o tempo não para (sim, essa é do Cazuza). O passeio com seu filho, que tanto foi adiado, agora não tem mais sentido. Ele faz o passeio que quiser com suas próprias pernas e suas próprias companhias…

Aquela brincadeira boba que ele tanto gostava, mas que você não tinha tempo, agora ficou boba pra ele. Você bem que queria que ele continuasse gostando, né?

Um sonho adiado para algum dia, e você o perdeu de vista… Qual era mesmo?

Ahh, eu sei… Estamos todos num mundo sem tempo. Tudo veio para facilitar: dá pra comprar qualquer coisa pela internet, pagar as contas sem ir ao banco, comunicar-se com todo mundo sem precisar encontrar ninguém…

Agora eu pergunto: Para onde foi todo esse tempo do mundo, que economizamos com as facilidades tecnológicas? Alguém o gastou bem ou será que está economizadinho em uma poupança temporal? Dá para sacar nessa poupança o tempo que não foi gasto bobamente?

Está chegando o Natal… Tempo de gastar todo o tempo do mundo com quem você realmente ama. Gaste com aquela piada sem-graça que você teve vergonha de contar, gaste falando a receita da vovó que não deu certo este ano, gaste com a brincadeira mais repetida neste mundo, gaste ligando para quem você não vê faz tempo… Faça melhor: gaste indo ao encontro de quem você não vê faz tempo…

Dê o presente da sua presença! E quando eu falo presença, falo por inteiro: desligue o celular, esqueça a atualização no facebook ou o check-in no Foursquare! Esteja por inteiro junto das pessoas que ama…

Não temos todo o tempo do mundo, mas temos todo o mundo no tempo que pudermos… Aproveite o momento!

Feliz Natal!

Célia

Aguardo sua visita no meu blog: http://pedecoracao.blogspot.com.br/

Trackback

Celia Alves

Celia Alves

Professora, com pós-graduação em psicopedagogia, poetisa nas horas vagas e devoradora de livros em horário integral

Comente