Um riso por dia

Publicado por Adriana em Crianças das Estrelas

Que criança que não fica encantada pela gigante lona que é o palco das risadas mais gostosas do mundo?

Falando em circo, riso, palhaçada. Esses dias aprendi uma técnica muito difícil de humor, o MUDO.

Para uma mulher isso não é nada fácil…

Mergulhei no mundo maravilhoso de Charles Chaplin e descobri que tenho que usar o corpo todo para expressar-me, mas o que mais treinei foi usar o olhar. Nos filmes de Chaplin através do olhar e expressão corporal, você entende tudinho que se passa na história.

Além de bom ator ele deixou muitas coisas legais para refletirmos:

Sem ao menos dizer uma palavra conseguimos entender todo o universo de uma pessoa.

Através do olhar vemos a alma do outro.

Não seja vagabundo, seja generoso.

Seja doce, com o sorriso e com o olhar.

Apaixone-se muito.

Não tenha medo da vida.

Se errar tente de novo, de novo, de novo…

O riso e a lágrima são os melhores antídotos contra o ódio.

Preciso do seu sorriso para ser feliz.

Seja flexível.

Seja único.

Seja você mesmo.

Toque o coração do outro.

Agradeça sempre.

Em minha experiência pessoal ganhei um presente valioso do GRANDE Chaplin e quero compartilhar com você:

Ainda que você ande desequilibrando-se no trapézio da vida; se seu chapéu cair e mesmo se ninguém acreditar que você é capaz – rebole e não perca o brilho no olhar e se acaso você conseguir arrancar ao menos um sorriso por dia valerá a pena.

“Um dia sem riso é um dia perdido.”  Charles Chaplin

Beijo (sem barulho e levantando o chapéu preto),

Adriana Chaplin!

Trackback

Adriana

Adriana

COLUNISTA, Adriana Perazelli, Mãe da Isabella em tempo integral e nas horas vagas Autora de Livros Infantis, Editora de Blog, Colunista de Jornal e Palhaça-Doutora.

Comente