Verde que não te quero verde, verde vento, verdes ramas…

Publicado por Lulubel em Diversão, O Mundo de Lulubel

Se há algo que eu tenho verdadeiro horror e  ODEO ( Cuca Maluca – não corrija faz parte da dramaticidade do meu texto!) é de baratas, então estava eu aqui, euzinha e os pequeninos e eletrizantes pivetinhos, quando apareceu uma de 8cns ( também faz parte da dramaticidade colocada em meu texto).

Obviamente que  os pivetes tem medo das cuquitas e logo saíram, gritaram e a única XWoman que sobrou fui eu. Eu X A Barata!

Sabe que essas capetinhas são super ágeis,  se não bastasse as mil patas para dar dribles elas voam, aí meu amigo, corre porque o bicho fica assustador meeeesmo.
Não foi o caso, pois eu, minha vassoura  amiga, minha chinela e meu super inseticida matam até seres não humanos.  Demos conta do recado e olha teve mais emoção que os jogos do Timão Fiel do Coração e aquele outro time lá que não lembro o nome, mas sem relevância alguma.

Bem, tudo isso para dizer que eu esmaguei a bichana. Logo a cena seguinte, me remeteu ao filme  EU, ROBÔ, elas se multiplicaram e aí virou MATRIX. Fiquei sinceramente emocionada com minha performance monumental em desviar de uma e de outra e matar as  cinco  enviadas lá do seriado The Dead Zone.

Ao matar os seres do mau, caiu uma ficha incrível,  embora a parte externa seja marrom devido a queratina, internamente assim como seres nojentos, todos são verdes.

Aí eu vou provar minha tese de mestrado: tudo que é verde é esquisito e poderoso !!!!!!

Vou listar:

  • 90% dos inimigos do Homem Aranha ( ex : Duende Verde ) – malvados
  • Diabo Verde  – melhor desentupidor de pias, ralos  arretado de bom !
  • Lesmas – gente, processo de osmose do gradiente de maior concentração para o de menor, é legal tá, mas só no livro, com elas, da vontade de correr…..
  • Gremlins após ser alimentados – se transformam e engraçado que isso é tão familiar, acontece aqui em casa todo dia!!!!!
  • Brócolis, eu gosto, porém 99.9% das pessoas atribuem a ele um poder de odores inaceitáveis socialmente….
  • Sopa de ervilha que a mulher do exorcista cospe após um ataque de nervos – quem é que mexe com a gata?????
  • Sméeeeagol ( senhor doa anéis – eu dormi em todos, mas lembro bem desse sujeito ai) , quando ele viu : “My precisouss. We hates them. And we wants it!!!!”. Veja só, muitas mulheres quando veem um anelzinho ficam um pouco assim, Sméeeagol.
  • As mechas que Avril Lavgine fez,  infelizmente não lhe proporcionaram um look bacana…ossos do edifício.

Evidentemente que isso aqui é puro blábláblá, e não tem nenhum fundamento, afinal somos cercados de verde, pernilongos queridos e verdes que adoram nos picar e sem contar naquele bichinho verdinho fluorescente que a gente nem sabe o que é, que pica e faz estrago….

O que eu gosto mesmo da natureza, que é toda verdinha, é daquela noite romântica, lá do primeiro encontro, no meio do mato verde também, bem verde, e aí entre beijinhos e abraços, você fala :

-         Amor vou no banheiro tá.  Já volto …

Então Você, linda, vê quem ???? Um sapo amigo, que não muito afim de beijinho para virar príncipe.

Desesperada você tenta até o fim e até nesse momento, você vai lembrar aqui de mim, quando escrevi esse texto e berrar, berrar forte!!!!!!!

Se o gato de olhos verdes lindos não der conta de afugentar os bichinhos, tudo bem se você ficar verde de raiva como o Hulk…. surtar, e ficar até como a mocinha do Exorcista, e ele te abandonar, lembre-se,  a nós você sempre terá.

Certo é, até o Ben10 fica verde. Vai saber lá o mistério do verde né minha gente, por hora, nosso lar, está ileso de cucarachas! OOOO brigada!

AHHH !!!! Por favor!!! Parem de tirar uma onda com o Lanterna Verde, ele é gay, usa verde e tem muito estilo ok ?!

 

Trackback

Lulubel

Lulubel

Bem, sou a Lú, mãe dos amados pivetes, de três fantásticos amados pivetes. Tento entender um pouco dessa rotina louca de ser mãe, e ainda dar conta de trabalhar, ter uma vida pessoal. Escolhi ser arquiteta, por afinidade, por admiração e por adoração. A minha infância foi dentro de um escritório de arquitetura dentro de casa, com uma imensa prancheta, régua "T"e imensas folhas de papel com madeiras balsa. O apelido Lulubel foi dado quando dei meus primeiros passos no quintal de casa e desde então entre desenhos e arquitetura criei um mundo. Um grande amigo sempre falou que escrevo com sinceridade, com o meu coração, que tenho um jeito de escrever falado e simples e falar sobre meus filhos e do meu mundo é falar sobre o que ocorre comigo, algo sobre sensações que eu tinha da minha infância e percebo neles hoje, em cada pedacinho ao colocar meu olhar, nas nossas aventuras, desventuras porque afinal a melhor parte da vida, sempre foi e é a infância.

Comente