Vou te contar

Publicado por Lulubel em O Mundo de Lulubel

Agora eu já sei
Da onda que se ergueu no mar
E das estrelas que esquecemos de contar
O amor se deixa surpreender
Enquanto a noite vem nos envolver.

watch?v=vpLLKvDAXNI
Será somente que "...só se vê bem com o coração: o essencial é invisível para aos olhos.?" O que este pensamento traz para a nossa existência ?

Alguns responderiam que aquilo que é importante, não está na aparência, isto é, aquilo que aparece não é o verdadeiro. Por isso seria preciso descobrir o que está por trás daquilo que vemos primeiro, ou seja, olhar a essência que está escondida, velada. 

Não creio que seria a melhor resposta para este pensamento, pois parece muito simplista para uma leitura existencial da realidade das crianças com o seu mundo, porém algo norteia a frase : há algo de verdadeiro, apesar de estar encoberto ! 

Desde as antigas épocas “o homem”, procura uma atitude mais essencialista em relação ao mundo que o cerca. Filósofos atuais  entendem a realidade, como algo ainda a ser desvendado. Poderíamos descobrir o que as coisas são em si mesmas e nada mais, porém cabe lembrar, à todos, em especial, as crianças, que há algo em suas essências que as faz ser o que são individualmente, o que as caracteriza como seres únicos.

Dessa forma, jamais podemos tratar grupos de indivíduos de forma similar, quando temos os diferentes e suas formas, há de se respeitar e olhar suas essências, de forma cuidadosa e especifica.

Seria precipitado tirar conclusões online casino apenas pelas aparências, porque as aparências não mostram o verdadeiro, apenas o que é conveniente, portanto não caracteriza o ser.

Para que tudo o que escrevo, não torne-se chato e redundante ; somente um olhar mais  cuidadoso, encontraria forma de pontuar o essencial, sem citações abusivas ou auto conclusões.

Anterior ao essencial , estaria ver, desnudo, apenas com o coração, ou seja, sem criticas impertinentes o que também é essencial.

Rótulos de pré-conceitos e ideias massificadas sobre tudo, não é uma maneira de educar ou amar.

Ao educar devemos colocar os valores ideais. Popularizar grupos, portanto não é uma forma de acalantar e nem olhar com a melhor das intenções. Torna-se, inadmissível preconceituar algo desconhecido, portanto, tornar-se ignorante ao que nos cerca.

Por favor, tiremos os  ‘véus’ de conceitos e definições, que nos impossibilitam de ver as manifestação das essências nas nossas crianças e jovens .

Será que o coração está pronto para isso? Por que o coração?

Basicamente é o coração a fonte maior do sentido da vida, que nos direciona junto ao conhecimento e a consciência,  que nos move para ela. Talvez o coração seja a tal essência, e dessa maneira o melhor dos olhos.

Infelizmente nossos olhos estão carregados de conceitos vendidos, pré- concebidos e apenas compram o que nos é oferecido como ideal por ser mais fácil assim.

Sem o coração, não somos capazes sozinhos de escolhas ou tomar atitudes. Necessitamos do sentimento do coração,  desprovido de tais rotulações para uma eleição. O coração seria nosso grande guia para  a capacidade de ver outro sentido a mais, por  que é sentido também.

O invisível não é essencial aos olhos, tudo está visível a nós, basta abrir o coração. Tom Jobim  já disse :

Vou te contar

Os olhos já não podem ver
Coisas que só o coração pode entender
Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz sozinho…

 

Trackback

Lulubel

Lulubel

Bem, sou a Lú, mãe dos amados pivetes, de três fantásticos amados pivetes. Tento entender um pouco dessa rotina louca de ser mãe, e ainda dar conta de trabalhar, ter uma vida pessoal. Escolhi ser arquiteta, por afinidade, por admiração e por adoração. A minha infância foi dentro de um escritório de arquitetura dentro de casa, com uma imensa prancheta, régua "T"e imensas folhas de papel com madeiras balsa. O apelido Lulubel foi dado quando dei meus primeiros passos no quintal de casa e desde então entre desenhos e arquitetura criei um mundo. Um grande amigo sempre falou que escrevo com sinceridade, com o meu coração, que tenho um jeito de escrever falado e simples e falar sobre meus filhos e do meu mundo é falar sobre o que ocorre comigo, algo sobre sensações que eu tinha da minha infância e percebo neles hoje, em cada pedacinho ao colocar meu olhar, nas nossas aventuras, desventuras porque afinal a melhor parte da vida, sempre foi e é a infância.

Comente